-

  • Biblioteca Escolar - Escola Secundária de Vila Real de Santo António
  • quinta-feira, março 04, 2010

    CONVERSAS LITERÁRIAS


    Na foto Drª Ana Luísa Martins e Maria Conceição Pires (representante de Departamento de Línguas

    Realizou-se no dia 03 de Março de 2010, pelas 21:00h, na Escola Secundária de Vila Real de Santo António o Plano Nacional de Leitura, onde enquadrou a Semana de Leitura, dando lugar às “CONVERSAS LITERÁRIAS” – Índia sonhada, Império por sonhar: princípios espirituais na poesia pessoana – que contou com um bom número de presenças, na Biblioteca do respectivo estabelecimento, dinamizado pela Professora Ana Luísa Martins, com a organização do Departamento de línguas – Grupo de Recrutamento de Português e ainda com o apoio da Direcção Executiva, BE/CRE e turmas envolvidas.
    Encontro pessoal com Fernando Pessoa, integrado na semana da Leitura, integrado no plano nacional de leitura. Uma noite onde se viajou e mergulhou na espiritualidade pessoana. Uma Índia feita de sonhos que contou com uma grande assistência.

    Experiencias que se partilharam numa noite diferente. Contar uma mensagem, onde se caminhou pelas veredas o ocultismo, maçonaria, rosacrucismo. Fernando Pessoa, um ser extremamente inquieto, alguém que buscou aquilo que estava para lá da aparência, um para lá da parte e do todo. Viagens no mundo do ocultismo, onde a maçonaria tem destaque. Fernando Pessoa começa desde jovem com as suas experiências espíritas, desde o tempo de Allan Kardec. Leitura de excerto de cartas sobre experiências espíritas. Afinal o que é ser médium? Confissões com a sua tia, tendências para o misticismo, votadas ao grupo da intelectualidade, para lá da aparência das coisas. Escrita automática depois de vir da Brasileira? Facto natural o envolvimento com a sua pena? Actos voluntários, comunicações compreensivas, tendências irritantes? Sinais cabalísticos e maçónicos, singulares. Mundos do oculto. Números? Algo do número quatro ou cinco? Escrita automática. Crise mental que pode conduzir ao suicídio ou à depressão. Médium escrevente, vidente? Visão astral ou visão etérica (Maçonaria e Rosacrucismo)? Fernando Pessoa praticou o Espiritismo. Mundo de sensações. FP domina linguagens muito técnicas dentro do mundo do ocultismo.
    Teosofia envolve. Uma ida os textos e viagens por outras vertentes. Não serão os heterónimos fruto de capacidades mediúnicas? Diversos tipos de médiuns. Graus de consciência e escrita automática. Sociedade Teosófica, junção entre o cristianismo e o oriente.
    Conhecimentos que se operam no mundo físico e histórias paralelas. Teorias que se vão actualizar por Cristo porque tanto a Maçonaria como Rosacrucismo consideram que Cristo e Jesus não são a mesma coisa. Conhecimentos esotéricos que surgem pelos “Templários”, pela filosofia Cénica que tinha um centro muito discreto. Saber este que se difunde pela Europa. Séc. XVII, para preservar o conhecimento do sagrado, funda-se a ordem “Rosa Cruz”, reunião de vários grupos gnósticos, maçónicos que não têm uma sede fixa; a ordem é bastante discreta, mas existe, bastante activa. Preserva-se o saber de uma ordem, separação entre sagrado e profano. Fernando Pessoa interessa-se pela Maçonaria.
    Tudo o que há no Universo, manifestação física e não física é manifestação do Ser Supremo; o Universo é uma manifestação dos espíritos, deuses que criam pequenos sistemas solares. Fernando Pessoa diz que caminhamos para um politeísmo superior. Deus é uma forma de energia que se manifesta, contemplando apenas sete planetas….]. Depois desta brilhante palestra, fomos presentiados por um belo chá onde se desenrolou um convívio de letras, partilha de opiniões.

    Sem comentários: