-

  • Biblioteca Escolar - Escola Secundária de Vila Real de Santo António
  • quarta-feira, maio 11, 2016

    MAIO - CANTINHO DO AMBIENTE: Concurso Internacional Jovens Repórteres para o Ambiente - Campanha Litter Less

    É com grande satisfação que a Biblioteca Escolar informa que a aluna Amélia Vasconcelos, n.º 2, do 8.º A obteve o primeiro lugar no Concurso Internacional Jovens Repórteres para o Ambiente - Campanha Litter Less, categoria 15/21 anos. Publicamos a fotografia do espaço, à entrada da cidade de Vila Real de Santo António, que foi alvo do texto premiado que abaixo evidenciamos. 
    Além do prémio de 250 euros oferecido a todas as escolas que participaram nesta iniciativa, a aluna, por ter obtido o 1.º lugar, irá receber 3 bilhetes para o Rock in Rio e a escola será ofertada com uma máquina fotográfica.

                       Lixeira a céu aberto em V.R.S.A. - Fotografia do professor Paulo Silva

    Campanha Litter Less – Desenvolvimento sustentável na nossa cidade?
     Lixeira abandonada perto do reserva natural de castro Marim e do rio Guadiana. Perigos: poluição das águas, do ar e contaminação da cadeia alimentar.


    A Terra está em perigo, são problemas como a poluição que destroem os ecossistemas. Mas nem todos ficam de braços cruzados perante os problemas ambientais: a ONU criou “objetivos do milénio”, estes visam o desenvolvimento sustentável, ou seja, uma forma de desenvolvimento em que os habitantes da Terra vivam com boas condições de vida e que as gerações futuram também tenham meios de fazer.
    A lixeira fotografada aqui contraria o conceito do desenvolvimento sustentável, pois é extremamente poluente, sendo que se localiza perto de um rio e também tem partículas poluentes que podem ser transportadas pelo vento, acabando nos nossos pulmões. Estes resíduos podiam ser reciclados/reutilizados, de alguma maneira ou colocados de uma forma diferenciada numa estação de tratamento de resíduos.
    Compete-nos parar tudo isto e com alguns gestos dos cidadãos, do município, das direções regionais do ambiente, parar tudo isto, abrandando este processo de degradação dos ecossistemas da nossa cidade. Uma lixeira abandonada perto do reserva natural de castro Marim e do rio Guadiana com os expõem o planeta a estes perigos: poluição das águas, do ar e contaminação da cadeia alimentar do rio. Como é possível, neste novo milénio, com metas tão evidenciadas para o desenvolvimento sustentável isto estar a acontecer? Quem acolhe este dano ambiental???
                                                                              Texto da aluna  Amélia Vasconcelos 

    Vem ao Cantinho do Ambiente da Biblioteca Escolar
                                    ver o trabalho da tua colega.

    Sem comentários: