-

  • Biblioteca Escolar - Escola Secundária de Vila Real de Santo António
  • domingo, maio 22, 2011

    Manuel António Pima


    Manuel António Pina, jornalista e escritor foi este ano galardoado em com o Prémio Camões. O autor licenciou-se em Direito na Universida de Coimbre foi jornalista do Jonal de Notícias durante três décadas. É actualmente cronista desse mesmo jornal e da revista Notícias magazine. A sua obra é principalmente constituída por poesia e literatura infanto-juvenil. É ainda autor de peças de teatro e de obras de ficção e crónica. Algumas dessas obras foram adaptadas ao cinema e TV e editadas em disco. A sua obra está traduzida em França (francês e corso), Estados Unidos, Espanha (espanhol, galego e catalão), Dinamarca, Alemanha, Países Baixos, Rússia, Croácia e Bulgária.

    "GIGÕES E ANANTES"

    Gigões são anantes muito grandes.
    Anantes são gigões muito pequenos.
    Os gigões diferem dos anantes porque
    uns são um bocado mais outros são um bocado menos.

    Era uma vez um gigão tão grande, tão grande,
    que não cabia. – Em quê? – O gigão era tão grande
    que nem se sabia em que é que ele não cabia!
    Mas havia um anante ainda maior que o gigão,
    e esse nem se sabia se ele cabia ou não.

    Só havia uma maneira de os distinguir:
    era chegar ao pé deles e perguntar:
    Mas eram tão grandes que não se podia lá chegar!
    E nunca se sabia se estavam a mentir!

    Então a Ana como não podia
    resolver o problema arranjou uma teoria:
    xixanava com eles e o que ficava
    xubiante ou ximbimpante era o gigão,
    e o anante fingia que não.

    A teoria nunca falhava porque era toda
    com palavras que só a Ana sabia.
    E como eram palavras de toda a confiança
    só queriam dizer o que a Ana queria.

    Sem comentários: