-

  • Biblioteca Escolar - Escola Secundária de Vila Real de Santo António
  • terça-feira, setembro 30, 2008

    VER AS LETRAS

    A Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, expõe a partir de amanhã uma teia de textos e autores portugueses, sob a designação WeltLiteratur, Madrid, Paris, Berlim, S. Pertersburgo, o Mundo!

    "Camões (o épico), Pessoa ( escritor, esotérico, a relação com o Estado), Mário de Sá-Carneiro (o espelho inverso em carmesim), Almada (virtuoso), Pascoes (a "audácia especulativa") desfilam neste corredor branco de 11 salas que "fazem um círculo e saem por um funil inverso." Juntam-se-lhe Cesariny (confrontando-se com Pessoa) , Pessanha (as cartas que registam o pedido de casamento a Ana de Castro Osório e a sua recusa), Judite Teixeira (autora de Decadência, apreendido) e Nemésio, entre outros."

    "Weltliteratur é uma espécie de cartografia labiríntica (não cronológica) cujo nome parte de um termo usado por Goethe numa altura em que a Alemanha era uma confederação de pequenos estados. De acordo com António M. Feijó, o autor de Fausto "via a literatura como algo que transcendia essa pulverização medíocre". A referência cosmopolita trespassa a exposição que agrega no subtítulo um verso de Cesário: "Berlim, Madrid, Paris, São Petersburgo, o Mundo." Portugal fica entre o "paroquial e o cosmopolita", nas palavras de António M. Feijó."
    Diário de Notícias, 30.09.2008
    Texto do cartaz:
    "Snr Pessoa Precisei de sair, está o jantar prompto é só sentar à mesa, tirar do lume e comêr. Adelaide."

    A exposição estará aberta ao público desde o dia 01.10.2008 até 04.01.2009, de Terça a Domino, das 10:00 às 18:00.

    Sem comentários: